Tag: viagem (page 1 of 6)

Viagem: Westminster Abbey – Londres

westminster_0
Detalhes da arquitetura da igreja.

Westminster Abbey ou Abadia de Westminster, é uma igreja do estilo gótico, fundada em 960 e considerada a mais importante de Londres. Nesta igreja aconteceram fatos históricos importantíssimos, como coroações de reis e rainhas da Inglaterra, casamentos, como o do Príncipe William e Kate, e também estão sepultadas grandes personalidades como Charles Darwin e Isaac Newton. Das igrejas que chegamos a visitar na viagem, esta é a minha favorita, por toda carga histórica e detalhes presentes. Andar por um lugar que foi palco de tanta coisa me fez ficar com olhos marejados por várias vezes. Imaginem só, andar e ver os túmulos de reis que aprendemos nas aulas de história e que existiram muito antes do Brasil sequer aparecer nos mapas. Foi muita emoção pra este coraçãozinho.

westminster_1
Tudo riquíssimo em detalhes.

westminster_2
Jardins, aberto em apenas alguns dias da semana.

westminster_4
Grandiosa.

westminster_6
Interior da catedral no dia do casamento do príncipe. Imagem do Google.

westminster_5
Cruzes com nome de soldados mortos em guerras em frente a catedral. Homenagem ao Remembrance Day que em 2014 foi especial por fazer 100 anos da Primeira Guerra.

Sobre o Passeio: Vale cada centavo e eu iria de novo pra ver se acho algo que perdi. É muita informação e talvez por isso acho até bom não poder tirar fotos, assim você assimila tudo e fica chocado com tanta coisa bonita.

Preço: £17, com direito a audio-guide em Português de Portugal (super compreensível), ou outra língua que preferir.

Tempo de passeio: Passeio de duas horas fácil fácil. Como na Catedral de São Paulo, também é proibido tirar fotos no interior da igreja.

Estação de metrô próxima: Westminster. Com direito a ver Big Ben, que fica DO LADO e andar pelas margens do Tâmisa.

Viagem: Sea Life – Aquário de Londres

sea_life_0

Eu sou uma pessoa viciada em aquário. Eu gosto muito da vida marinha e sou super curiosa sobre coisas do mar desde minha paixão por “A Pequena Sereia”, e não é à toa que quase prestei vestibular para oceanografia quando mais nova. Por conta de tudo isso eu sempre que posso visito aquários e quando descobri que o de Londres está entre os maiores da Europa, lá fui eu na lokura atrás de poder ver essa beleza toda.

sea_life_1

sea_life_2

Este aquário de DOIS MILHÕES DE LITROS DE ÁGUA (chora!), possui a maior quantidade de animais marinhos do Reino Unido, entre eles 40 tubarões de 12 espécies diferentes, peixes de diversas partes do mundo, inclusive daqui do Brasil, e pinguins Gentoo. Você entra em um tubo de água que faz perder o fôlego e não saber pra onde olhar de tanto peixe nadando.

sea_life_3

sea_life_4

Lá dentro é tudo ambientado de acordo com a localização dos peixes que você está vendo, por exemplo, tudo parece gelo quando se aproxima dos pinguins. Podemos andar por cima do aquário dos tubarões ou sentar e ficar observando os peixes, as arraias e os tubarões em imensas janelas para um tanque enorme. Um passeio que com certeza valeu a pena. Fomos em baixa temporada e logo no fim do dia, então estava quase vazio e pudemos curtir cada peixinho como ele merecia.

sea_life_5

Preço: On-line £19.98, mas com o pacote todo (London Eye + Madame Tussauds + Sea Life) para duas pessoas saiu por R$ 189,00 (já com IOF e conversão) até a publicação deste post.

Tempo de passeio: Demoramos quase duas horas lá dentro.

Estação de metrô próxima: Waterloo ou Westminster. Ele fica DO LADO da London Eye e você pode aproveitar e tirar fotos no Big Ben que fica atravessando a ponte.

big_ben

Foto que tirei quando saímos de lá.

Mais infos no site do Sea Life London Aquarium.

Viagem: Foz do Iguaçu – PR

cataratas_iguacu_1
Entrada do parque, mas foi a última foto do dia.

Para aproveitar a estadia do noivo no Paraná, ele resolveu levar a gente pra passear em Foz do Iguaçu, a cidade de quase 270 mil habitantes que fica pertinho da divisa entre Paraguai e Argentina. Lá fizemos passeios bem legais e recheados de gente de fora do país, então vim contar sobre essa beleza brasileira aqui pra vocês.

Cataratas – Brasil/Argentina

O Parque Nacional do Iguaçu foi criado em 1939 e abriga o maior remanescente de floresta Atlântica da região sul do Brasil e pra quem não sabe, você pode ver as Cataratas do Rio Iguaçu por dois lados, o brasileiro e o argentino. Pra entrar no Parque Nacional do Iguaçu você paga um ingresso e tem direito à ônibus pra te levar até as trilhas das cataratas, do lado brasileiro temos mais a visão da parte de baixo das quedas. Outros passeios são feitos no lugar, como o macuco (bote que te leva pelo rio até perto das quedas) e a panorâmica de helicóptero, mas todos pagos à parte.

cataratas_iguacu_2
Andando e tirando fotos.

cataratas_iguacu_3
É muita água!

cataratas_iguacu_4
Banho tomado e esperando o Pica-Pau.

Fizemos a trilha normal e fomos andando e tirando fotos do lugar. O dia estava meio nublado, mas toda a água e banho que tomamos veio da cachoeira. Você fica pertinho de tudo da queda e é muito bacana ver a força das águas.

Ingresso (adulto brasileiro): R$ 31,30
Tempo de visita: Para fazer a trilha 1 e 2, demoramos em torno de 3 horas e meia.
Informações do lado brasileiro: https://www.cataratasdoiguacu.com.br/

O lado Argentino é bem diferente! Você anda por trilhas também, mas de trenzinho, o que é um charme a parte, mas pra ter a vista da parte de cima da Garganta do Diabo, que é a atração principal das quedas, você anda por 1,1 km de passarelas sobre o rio. Por conta das condições do dia e da quantidade de água, não conseguimos ver direito a Garganta pelo lado brasileiro e fomos ficar encharcados de novo na Argentina pra poder ver esta coisa monstruosamente linda.

cataratas_iguacu_5
Garganta do Diabo.

cataratas_iguacu_6

É muita água e não dá pra abrir os olhos! AH!

Ingresso (adulto bradileiro): 200 pesos, o que dá em torno de R$ 50,00.
Tempo do passeio: Fizemos apenas a trilha da Garganta, que tem duração de 2 horas, mas o parque ainda tem mais trilhas e fazem um pacote de 2 dias pra você poder ir e voltar com 50% de desconto no segundo dia pra ver tudinho.
Mais informações do lado argentino: http://www.iguazuargentina.com/

Pros dois lados vale a dica de repelente, capa de chuva (guarda-chuva não resolve pois a água vem por todos os lados), leve uma troca de roupa se preferir e proteja sua máquina fotográfica!

Parque das Aves

Aqui está um passeio que impressionou a gente. Inaugurado em 1994, o parque conta hoje com 150 espécies de aves, muitas resgatadas de contrabandistas de animais e que se recuperam por lá. O que impressionou foi o tamanho do lugar e a quantidade de animais que podemos encontrar.

parque_aves_1
Guará.

parque_aves_2
Periquitos.

parque_aves_3
Flamingos Africanos.

parque_aves_4
Arara azul.

Untitled-1
Arara azul.

Ingresso (Adulto brasileiro): R$ 24,00.
Tempo de passeio: Facilmente umas duas horas pra ver tudo.
Informações: http://www.parquedasaves.com.br/

Templo Budista

Por mais que não sigamos o budismo, eu e o noivo adoramos muita coisa desta religião e por isso resolvemos dar um pulinho até o templo. Foi uma delícia ouvir as entoações do pessoal que rezava por lá e poder conhecer um pouquinho mais dessa cultura.

templo_budista_1

templo_budista_2

templo_budista_3

Ingresso: Free, mas sempre é bacana ajudar =D.
Tempo da visita: Ficamos por um pouco mais de uma hora por lá, tirando foto das estátuas, acendendo incenso e conversando com o pessoal na lojinha.
Informações:http://www.visitefoz.com.br/pontos-turisticos/templo-budista/

Fora tudo isso, você ainda pode fazer compras no Paraguai e ter um jantar bacana na Argentina, tudo super pertinho. UFA! Foi gigante o post, mas foi por um bom motivo. E aí? Curtiram? Quem já foi?

Viagem: Imperial War Museum – Londres

imperial_war_museum_1
Entrada do museu e sua linda artilharia.

O Imperial War Museum (ou Museu Imperial da Guerra) foi fundado em 1917 em memória as guerras do Império Britânico e contém nele veículos, livros, propagandas, armas e muito conhecimento. O prédio antigamente era um hospital, o Hospital Real de Bethlem.

Mesmo sendo um museu um pouco mais distante, o passeio vale cada pernada que você dará. Quando chegamos ao museu nos deparamos com a frente imponente e canhões enormes, foi paixão à primeira vista. Pra completar você entra e se depara com isto:

imperial_war_museum_2
Primeira visão de quem entra no museu.

Aviões pendurados no teto e andares repletos de coisas interessantes. Você começa pelo andar de baixo referente a Primeira Guerra, com interações, áudios, jogos de iluminação que fazem você acreditar que está dentro de uma trincheira e toda aquela montagem te deixa maluco pra saber tudo que está acontecendo ali. Aí conforme vai subindo, você passa pela Segunda Guerra, Guerra Fria, Malvinas, até chegar ao topo que é um andar dedicado ao Holocausto(único lugar que não se pode tirar fotos).

imperial_war_museum_3
Tanque. Se não me engano, este foi emprestado para as gravações do filme “Corações de Ferro” (Fury) com Brad Pitt.

imperial_war_museum_4
Avião e pedaço do muro de Berlim.

imperial_war_museum_5
Avião kamikaze encontrado no fundo de um rio.

Sobre o passeio: Lá você tem muita interação, dá pra colocar roupa pra tirar foto, atender telefones, assistir vídeos e pode tirar fotos lá dentro também. Além disso tem guarda-volumes pra não precisar carregar mochilas. Na sala dos heróis, pegue os stamps de todos os heróis e complete o passaporte. Sim esse é meu lado criança que fala mais alto. Cuidado com a lojinha do museu, é de fazer você querer comprar tudo e mais um pouco porque tem coisas lindas demais.

imperial_war_museum_6
Cartão pra você preencher.

imperial_war_museum_7
Stamps com clicheria em relevo.

Preço: De graça, free, grátis.

Tempo de passeio: Separe pelo menos 2/3 horas do seu dia pra esse passeio incrível na história de guerras que marcaram o mundo.

Estação de metrô próxima: Lambeth North

Mais infos no site do museu. Fotinhos tiradas por esta que vos escreve.

Viagem: Compras em Londres

lojas_londres_1

Pra sair um pouquinho do roteiro de museus, catedrais e tals, resolvi contar hoje aqui sobre lojas que valem a visita em Londres, tem de tudo um pouquinho e espero que vocês gostem.

portobello_tatoo_piercing

Portobello Tatoo Piercing

É uma loja de tatuagens sim, mas pra quem tem cabelo colorido vira o paraíso, pois lá consegue-se comprar tintas Directions diretamente no caixa. Felicidade? MUITA! Comprei dois potinhos cada um por 5 libras. É fácil ter cabelo com cores lindas em Londres.

Site: http://www.portobellopiercings.com/
Onde fica? 261 Portobello Road – London W11 1LR
Estação Mais Próxima: Nothing Hill Gate

twinings

twinings_2

Twinings

Meu vício em chá não teria ficado completo se eu não tivesse visitado esta lojinha. Além de loja ali também funciona um pequeno museu do chá, pequeno mesmo, mas dá pra você ficar perdido em meio a tanto sabor e cheiro diferente. Um dos lugares que mais tive que me segurar durante o passeio pra não levar tudo, mas aproveitei e voltei com presente pra todos, e principalmente, cheia de chás pra mim. A loja é super fofinha, apesar de pequena, e tem um espaço pra você tomar chás lá dentro mesmo.

Site: http://www.twinings.co.uk/
Onde fica? 216 Strand – London WC2R 1AP
Estação Mais Próxima: Temple

primark

Primark

Mesmo tendo um espírito consumista bem seguro, principalmente pelo fatos de libra 4 vezes mais que real, a Primark se tornou um lugar indispensável para o passeio, mesmo a gente não querendo ir para compras. Eu fui com botas que levei do Brasil, resultado, lá elas não serviam pra nada. Sério, esqueça as nossas roupas de inverno. Por conta disso, fui para a Primark em busca de um casaco quentinho, que eu achei lindo por 18 libras, mas saí de lá também com uma UGG Boot fake (7 libras), uma meia calça do Star Wars e uma de rosas (2 libras cada), uma camiseta do Harry Potter (6 libras) e um pacote gigante de Skitles (1 libra). A Primark é como se fosse uma Pernambucanas/C&A/Renner de Londres, mas olha, dá pra fazer estrago. A da Oxford Street é simplesmente GI-GAN-TE! E fica a dica: as roupas mais em conta estão nos andares de cima.

Site: http://www.primark.com/en/store/oxford-street-east
Onde fica? 14 – 28 Oxford Street & 3 – London, W1D 1AU
Estação Mais Próxima: Tottenham Court Road

l_cornelissen_son

L. Cornelissen & Son

Entre caminhadas pra curtir a cidade e pegar metrô esta loja foi um verdadeiro achado. Se você desenha/pinta/ilustra ou faz qualquer outra arte na vida, cuidado, esta loja vai deixar você em prantos de felicidade. São prateleiras e mais prateleiras de papéis, tintas, pincéis até você ficar tonto e não conseguir respirar mais. Saí de lá com 2 cadernos e um pincel que custaria os olhos da minha cara no Brasil.

Site: http://www.cornelissen.com/
Onde fica? 105A Great Russell Street – London WC1B
Estação Mais Próxima: Tottenham Court Road

hamleys

Hamley’s

Aqui está uma das lojas que eu queria muito ter ido pra pirar muito, mas não consegui. A Hamley’s é a MAIOR LOJA DE BRINQUEDOS DO MUNDO que tem sete andares de pura felicidade, amor e criancice, então acho que nem preciso falar muito mais, né? Da próxima eu vou e piro muito lá dentro, com certeza.

Site: http://www.hamleys.com/
Onde fica? 188-196 Regent Street – London W1B 5BT
Estação Mais Próxima: Tottenham Court Road

Não visitamos muuuuitas lojas por lá, já que o intuito era “dividir e conquistar”, ou melhor, passear muito, então as lojas ficaram em segundo plano, mas acho que tem dicas bem variadas, que tal?

Viagem: Catedral de Saint Paul – Londres

st_paul
Detalhes externos da construção.

A Catedral de São Paulo (St. Paul’s Cathedral) foi projetada por Sir Christopher Wren e consagrada em 1708, mas não se engane pois ela começou em 604 e foi sofrendo alterações, ampliações até se tornar o que é hoje. Pagando o ingresso pra entrar você tem direito a um audio/video-guide em português de Portugal bem simples de entender, com ele você passeia pelo lugar aprendendo sobre toda a história que ele carrega, que é muita! Foi nela que em 1981 Lady Diana se casou com Príncipe Charles por exemplo, mas a catedral também passou por incêndios, reformas, reconstruções e guerras.

st_paul_4
Cúpula e artes no teto da catedral.

Ela é bem diferente das igrejas que estamos acostumados, pois é anglicana e a composição de altar e tudo mais é bem diferente. A cúpula tem 365 pés simbolizando os dias do ano, o que dá aproximadamente 111 m. Lá no último patamar, depois de subir seus 528 degraus, você pode sair e tirar fotos de uma vista panorâmica 360 graus da cidade toda, uma vista linda!

st_paul_2
Foto que tiramos lá do topo. Como ventava!

st_paul_5
Baba baby.

Com tantos mosaicos e obras no interior, a nave, o coro, tudo te deixa embasbacado com o trabalho que fizeram. Ali também estão as tumbas de Lord Nelson, um herói britânico das Guerras Napoleônicas e do Duque de Wellington, ou “Duque de Ferro”, comandante que derrotou Napoleão na batalha de Waterloo. O órgão da catedral é o quarto maior da Grã-Bretanha em número de canos, 7,266 no total.

st_paul_6
Galeria dos Sussurros, de lá você tem uma vista linda de todo térreo do lugar.

A parte que mais achei interessante foi a Whispering Gallery, ou Galeria dos Sussurros, que tem este nome por ter um charmoso equívoco na sua construção: se você sussurrar contra as paredes dela você pode ouvir até o outro lado do lugar que tem 31 m de diâmetro.

Sobre o passeio: Infelizmente não se pode tirar fotos lá dentro, então as que ilustram o post são todas de sites que citei logo abaixo. Pra ter a recordação, compramos um livrinho na lojinha que tem na saída com a história e as fotos da catedral, as fotos que têm nele são maravilhosas e fazem valer cada librinha investida. Achei o passeio delicioso, ver o lugar que serviu de palco pra tanta coisa importante da história ali de pertinho é emocionante. Eu, que sou uma apaixonada por história, babei em cada detalhe.

Preço: 15,00 libras.

Tempo de passeio: Seguindo os áudios e ainda subindo até o topo para tirar fotos maravilhosas, tudo com calma e aproveitando cada cantinho, separe 3 horas do seu dia. Eu te garanto que elas passarão voando.

Estação de metrô próxima: St. Paul’s, essa foi fácil, né? O mais legal foi que eu e o namorado nos perdemos pra chegar na estação depois e acabamos encontrando esta homenagem ao Mel Gibs… quer dizer, William Wallace.

st_paul_3

Site da Catedral | Fotos Gray Line | Museum Syndicate e euzinha.

Estou adorando fazer posts com detalhes aqui no Chocottone sobre cada cantinho que visitamos e vai ter post pra caramba, então queria saber, vocês estão curtindo?

Older posts

© 2015 Chocottone.com

Theme by Anders NorenUp ↑